Marcos 16:15

“Ai de vós, escribas e fariseus, hipócritas! pois que percorreis o mar e a terra para fazer um prosélito; e, depois de o terdes feito, o fazeis filho do inferno duas vezes mais do que vós.” (Mateus 23:15).

Uma coisa que me incomoda, é a ideia de que existem as pregações para crentes, e outras para descrentes. Acho que por causa desse tipo de pensamento, hoje os pregadores e missionários não se preocupam em ensinar o que Jesus ensinou.

E isso causa um grande mal. Por exemplo:

Há milhares de pessoas sofrendo terrivelmente com a ansiedade e culpa em seus corações, precisando de uma palavra de conforto.

Mas em vez de pregar sobre isso, ficamos limitados em ficar dizendo, “venha ser crente” ou, “aceite Jesus”.

As pessoas já sabem que Jesus salva, elas já estão cansadas de saber que Ele vai voltar, sabem também que o inferno e o céu existem.

O que as pessoas não sabem é o que Cristo ensinou, nem como Ele viveu. Porque nós, seus seguidores, não ensinamos.

Como elas vão aceitar o evangelho, se elas não sabem o que é?

Por que simplesmente não pregamos o que Ele ensinou, e deixamos que os Espirito Santo faça o resto?

Talvez isso não aconteça, porque o foco esteja nas adesões, e não a transformação de caráter.

Os frutos do Espírito de Gálatas 5.22 não são mais evidência de conversão.

Se uma pessoa se torna humilde, mansa, misericordiosa, pacificadora e pura de coração, enfim, semelhante a Jesus, tudo isso é visto apenas como secundário.

Em contra partida hoje há uma excessiva valorização do “congregar”, ao ponto que se tornou um pré-requisito para alguém ser salvo. Então o que importa e levantar a mão, ou ir à frente, algo que foi criado no século 19, e nunca foi praticado por Jesus ou os apóstolos (https://discernimentocristao.wordpress.com/2012/02/26/o-que-ha-de-errado-com-o-apelo-na-pregacao/).

Quem faz isso, é considerada uma “nova criatura”. Ora, congregar é para quem é salvo, não para ser salvo, como as igrejas pregam. A primeira preocupação deveria estar em fazer as pessoas entenderem como Jesus viveu.

Se nos evangelismos começássemos a ensinar o perdão, a misericórdia, o desapego aos bens materiais, o sermão da montanha, sem se preocupar em aumentar o número de congregados, veríamos os frutos aparecerem.

Uma pena que se convencionou pensar, que essas coisas são apenas para quem já é convertido.

Quer pregar o Evangelho? Encarne Jesus!: https://www.youtube.com/watch?v=IOSfFm7y9SA

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: