Pecado, perdão e responsabilidade.

Com a queda de Adão e Eva no Jardim do Éden, o ser humano deu o seu primeiro passo para o distanciamento com o seu Autor; a plena comunhão entre o Criador e criatura foi quebrada.

O afastamento de Deus deixou uma lacuna na vida dos homens, isso fez com que a humanidade entrasse em uma incessante busca para preencher esse vazio.

Como consequência da transgressão, o homem ao transcorrer dos séculos se entregou continuamente aos seus desejos, se tornando assim uma raça corrompida e escrava de sua natureza pecaminosa.

Contudo, Deus em sua grande misericórdia e compaixão nunca deixou de amar a sua criação, mas pelo seu perfeito senso de justiça Ele nos da à liberdade de escolher se queremos ou não segui-lo.

 “Vinde a Mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e Eu vos aliviarei.” (Mateus 11.28). Somente os que se achegam a Ele e abrem a porta do seu coração alcançarão a liberdade e paz verdadeira. (Tiago 4.8 e Apocalipse 3.20).

Homens, mulheres, crianças, idosos, negros, brancos, o Pai Celestial não faz acepção (Romanos 2.11), independe de poder aquisitivo, nível intelectual ou aparência física, todos os que tiveram acesso a luz do evangelho, e não endureceram o seu coração, reconhecendo com sinceridade sua condição de pecador, foram beneficiados com a graça divina.

No entanto, ao aceitarmos a Cristo em nossas vidas, temos a responsabilidade de sermos testemunhas do Seu amor, levando a Sua mensagem de esperança aos homens.

Precisamos com humildade e perseverança buscar intimidade com Cristo, por meio de sincera oração, leitura e meditação de Seus ensinos.

Só é possível ser luz do mundo e sal da terra encarnando Jesus na vida, nossas palavras devem ser confirmadas pelo testemunho.

“[…] pela prática do bem, façais emudecer a ignorância dos insensatos; […] de modo que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem envergonhados os que difamam do vosso bom porte em Cristo.” (1 Pedro 2.15, 3.16).

As pessoas devem ver os puros princípios do evangelho através das nossas vidas, devem ver Jesus em nós.

Apenas assim é possível ser verdadeiramente igreja.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s

%d bloggers like this: